14 setembro 2014

2014 Croácia e Grécia - Naxos (mais Lisboa)

14/09

Transfer cedo até o porto (New Port), troquei os tickets e esperamos o (atrasado) barco. Nem vimos passar (ainda fez parada em Paros) e chegamos. 

Táxi até nosso hotel. Dessa vez ficaríamos longe do centro, direto na praia de Plaka. O quarto rapidamente ficou pronto. O hotel era muito bom, todo bonitinho e reformado (ou novo), supermercado próprio, uma piscina extraordinária, serviço bom, preço inacreditável. Muito satisfeito! Si goi descansar. Eu fui à praia, de areia e grande extensão. Caminhei bastante, cochilei, tomei sol à vontade ;) Depois fui para a piscina, lanchamos, hidromassagem, cochilo, jantar no rest do hotel (comidinha simples e boa!) e filme dramático com a J. Lopez hahaha.

15/09

Café no hotel, bem bom. Depois caminhei até o fim de Plaka, na praia de Maragas, divisa com Agia Anna. Mais sol bare skin. Voltei, piscina, lanche, e retornei com a Simone à praia, pro pôr do sol. Foi excelente! Depois da lan house, nos arrumamos e comemos no Taberna Aronis, vizinho. A dona era muuuuito simpática e nos ajudou com o cardápio. Era muita comida, sim, mas caseira e bastante gostosa! 

16/09

Último dia de Naxos, último dia de sol. Aproveitei ao máximo praia/piscina, check out, banho no gym (ótimo por sinal) e táxi pro porto. Tudo beleza, trocamos tickets, esperamos o navio, big, e nos acomodamos. Assisti muuuita série (5 h de viagem, mas ótima infra). 

Atenas

Tomamos o metrô, foi tranks e subimos nossa rua de pedestre de sempre. Agora é banho e cama!

17/09

Lisboa

Adeus, Grécia! Rápida volta matutina, comprinhas finais. Arrumação final de mala (vai direto ao Brasil) e bus pro aero. Vôo, Roma, gelaaaaaato, vôo, Lisboa! Táxi até o hotel, saída para jantar, no Petiscos no Bairro, meio pega-turista mas superbonitinho. Uma voltinha e cama! 

18/09

Metrô cedão, aeroporto lotado e lentíssimo como sempre. Vôo ok, free shop em Brasília uó. Bye!

10 setembro 2014

2014 Croácia e Grécia - Mykonos

10/09

Madrugamos, tomamos o bus conexão e pegamos o primeiro vôo do dia para Mykonos. Estava até vazio. 

Rapidinho estávamos lá e tínhamos o transfer do hotel esperando. Alugamos um apto mas o mesmo está "conveniado" com um excelente hotel, o Mykonos Bay. Fonos levados até, esperamos um pouco a recepção e o quarto. Subimos (big morro) e os meninos ficaram dormindo. Eu, rato de sol, fui à espetacular piscina do hotel. Alternava mar e pool (tem coisa melhor?). Bem depois os meninos apareceram. Passamos o dia ali. Depois fomos ao centro fazer umas comprinhas para café da manhã, mercadinho e padaria do croissant mara (tnx Gustavo!). Mais tarde, arrumados, saímos para jantar. Ruinhas cheias, cidade bem bonita. Jantamos no Nikos Taverna, tradicionalíssimo e cheio. A crise grega não está no consumo mas no desemprego: era notória a necessidade de mais garçons. Isso se repetiu por toda a Grécia. Muito bom jantar, uma berinjela recheada especialíssima. Depois, rodamos e paramos no Lola, um bar fancy, com um garçom simpático e drinks de preço salgado, não necessariamente na mesma ordem. Depois, Rafa ficou, Si se foi e eu ainda tomei mais um drink abusivo no Jackie O., que seria nosso (e o dr todas!) fim de noite rotineiro...

11/09

Acordamos no fim da manhã, e fomos ao centro (fabrika) tomar o bus até a praia de Platys Gialos. Rapidinho, praia familiar, farofenta, mas bonita, claro. Depois de algumas horas, uma confusão: tratores que precisam passar pela praia lotada e com uma minifaixa de areia. Muito inusitado. Finalmente, fomos convidados a nos retirar pois a praia seria interditada: era um problema emergencial na rede de esgoto e a praia poderia ficar (e ficou) prejudicada. Fazer o que. Levantamos acampamento de nossas sunbeds e seguimos pela praia, direção sul. Passamos por uma prainha, depois Agia Anna, vistas espetaculares e, por fim, chegamos a Paraga, onde ficamos no canto dos sem cadeira (não íamos pagar fe novo, né?). Tinha a sombrinha da vegetação para os meninos, alguma nudez e meu sol ;) Ficamos lá até o finzinho da tarde. Voltamos de ônibus, meninos ficaram no centro e eu fiquei um pouco em Megali Ammos, a praia do nosso hotel co-irmão, assistindo o pôr-do-sol (me julguem). Subi, fiz meu set de exercícios (já não era sem tempo). Compramos bebidas e ficamos altinhos já em casa. À noite, jantamos no Mamalouka, um rest com cara bonitinha - mas muuuuito ordinário. Serviço ruim, comida média, caro - pretensioso sem entrega (Brasília, é você?). Hashtague chateados buscamos novo bar, o Porta. Agradável, ficamos um pouco. Eu e Rafa fomos então ao Jackie. Lá, fui ao banheiro e me perdi dele em 2 minutos! Sentei numa mutetinha clássica e fiquei por lá, conversando com terceiros que vinham, sentavam, falavam um pouco e iam; eu estava na Praça É Nossa? Foi divertida a noite!

12/09

Um pouco mais tarde de novo, pegamos a van para Super Paradise, uma praia com esse club/beach club muito bem eatruturada. Internet, serviço bom, restaurante self service com preços normais e boas saladas. Adorei. Fizemos amizade por lá e ficamos por lá até o fim do dia. A música (e as go go girls) começa às as 16h. Mas sem exageros. Voltamos e lanchei na padaria. Exercícios, banho, lan house (no quintal porque a internet não pegava no quarto) e rua! Jantamos no Pasta Fresca Barkia, que Rafa queria desde que viu o cozinheiro preparando, no meio da viela, a massa fresca da casa. Achei bom. Depois toda uma dinâmica logística envolvendo chaves, hotel e malinha de praia ;) Mas deu tudo certo.

13/09

Adivinhem? Bus! A praia agora era Elia, ligeiramente mais distante. Chegando lá, como já havíamos sido avisados, uma mega-über infraestrutura numa linha supershow para um casamento russo que ocorreria, supostamente, mais tarde. Pegamos o rumo do fim da praia, quase nas pedras. Preços ligeiramente maiores, serviço menos amigável, bichas mais afetadas. Mas ok. Praia muito bonita mesmo. Depois de sol e nudismo, bus de volta, lotado. Praticamente uma boate sem música hahahaha. Banhos, gym, lan, drinks home made e rua. Repetimos o Nikos, preferido. Jackie ainda vazio. Depois Lola, onde encontramos um casal de canadenses muito amistoso, que nos acompanhou, depois de nova rodada de bebidas, ao J. Reencontros etc e assim foi a noite myconiana (mitocondriana?).

07 setembro 2014

2014 Croácia e Grécia - Atenas

07/09 A caminho de Atenas
Check out, café, barco de volta a Split. Mais uma vez, deixamos as malas, comemos no mercado, internet e solzinho na Riva. Depois, uma pizza casual como almoço e tomamos o ônibus para o aeroporto. Tudo tranquilo, check in etc e um pequeno atraso. Conexão em Roma, um pouco longa. Jantar em Fiumicino, superdelícia. Finalmente, vôo a Atenas, nem vi passar. Tomamos um bus de conexão ao centro, chegando de madrugada no hotel (era bem perto). Sono!

08/09 Atenas
Bom dia, Grécia! Sem muita pressa, levantamos e tomamos café na esquina. Fomos à vizinha praça Syntangma, onde está a sede do governo. Chegamos junto com a troca da guarda, sempre um evento, sempre estranho, sempre tedioso. Seguimos pelo parque nacional, parando para fotos em um espaço oficial de eventos etc. Seguimos para o estádio antigo, bem legal, "sede" das Olimpíadas. Depois, caminhamos até o templo de Zeus, bem imponente. Tomamos um bonde até o Museu Arqueológico, muitíssimo bem preparado e interessante. Voltamos a pé, parando na padaria Paul (sdds Dubai!) para uma quiche lorraine e um macaron. Hmmm! No hotel, uma descansadinha até a chegada do Rafa. Aclimatados, Rafa foi ao estádio só, Si descansando e eu saí para umas compras na superbusy Ermou, rua de pedestres e shopping. Superbarbadas! Reunidos, saímos para jantar na região de Thyssio, animadíssima como eu nunca havia visto para uma segunda - mais movimentada que um sábado a noite em Paris. Como o rest recomendado estava lotado, comemos num rest meio turístico mas honesto e gostoso. Retornamos pela mesma rua, parando no Da Vinci, que o Rafa já havia "filmado": sorvetes fantásticos! Enfim, casa.

09/09 

Café tomado, partimos para a Acrópole. Contornamos e subimos pela lateral, mas entramos pelo majestoso caminho principal. Realmente magnífica, imponente em sua posição elevada. Estava sofrendo grandes reformas, o que prejudica as fotos mas é um mal necessário. Descemos, uma parada numa pedra-com-vista-panorâmica, e caminhada até o Museu da Acrópole, com os achados arqueológicos. Bastante bonito também. Em seguida, pela rua Ermou até a Agora, ruínas do centro antigo de Atenas. O templo de Hefesto é superbem conservado. Finalmente, um almoço tardio no Kuzina, aquele que estava lotado ontem. Teve bem bom! Subimos pra casa, fiz mais umas comprinhas (com tour em busca de um brogue ;) e nos arrumamos para jantar, mais tarde. Com uma referência de restaurante, caminhamos bastante até Keramikos, um bairro bem menos turístico (lembra Beyoglu em Istambul). Encontramos o rest, Athiri, que tinha todas mesas do térreo ocupadas ou reservadas (e as reservas aqui são mantidas até bem tarde). Fomos para o segundo andar, só a gente - terapia do isolamento. Mas valeu a pena, muito boa a comida! Retornamos e cochilamos porque o vôo era muito cedo.

04 setembro 2014

2014 Croácia e Grécia - Hvar

04/09

Pela manhã, deixamos Split de barco e cruzamos para Hvar. O clima lá era ainda melhor. Mesma configuração de cidade antiga emoldurada por uma baía/porto, em sépia. Bonita. Subimos (mesmo) para nosso apto. A dona, meio louquinha, não sabia bem inglês, mas deu tudo certo. Descemos, beliscamos, passeamos. Pegamos um táxi-barco até Jerolin, uma ilhota vizinha. Lá, apesar de meio nublado, bem gostoso. Cochilamos ao meio-sol e retornamos. Subimos à fortaleza Tvrdava e compramos lavandas. Depois de arrumados, descemos para jantar, bem na praça central, no turístico mas indicado, o Mizarola. A hostess era brasileirófana e ficou conversando com a gente. Foi bem gostoso. Depois, encontramos com a Celinha e sua turma e passeamos pela cidade até começar uma chuvinha, que nos dispersou...

05/09

Depois do café, tomamos um barco-táxi até Marinkovac, outra ilhota vizinha. Mas, chegando lá, desabou um temporal. Ficamos, de verdade, ilhados. Até ensaiamos adentrar a ilha, que abrigava um beach club a la Jurere, o famoso Carpe Diem, mas não rolou. Esperamos abrandar e retornamos a Hvar. Com a chuva, almoçamos num rest beira-cais. Até bom! Encontramos as meninas, papeamos e fomos para o outro lado da cidade. O sol saiu, e, seguindo os hábitos locais, baixamos nas primeiras rochas da beira da calçada e tomamos sol. Fui mergulhar na água transparente mas sofri um pequeno acidente e bati com o rosto na rocha.. Nada demais ;) Passamos, depois na farmácia e supermercado. Depois de prontos, tomamos uns drinks com as meninas e uma dupla de escoceses que conheci, no Noche Azul. Mais voltinhas, doce no Nonica (e selfie coletiva), depois jantar tardio num rest de burguers na praça, beeem ruim. Aí é cama!

06/09

Combinamos com as meninas um passeio de dia inteiro em Bol, na ilha de Brac. Primeiro, um táxi nos levou até Jelsa, uma cidadezinha no outro lado da ilha de Hvar. De lá, depois de cafés, lanches e sucos, tomamos um barco até Brac. Estava ensolarado e o caminho era muito bonito. Chegando no porto, mais um táxi-barco até a praia efetivamente. Bastante bonita, de "areia" (minipedras), formando um pontal no mar. Bem busy, com restaurantes etc. Depois de um tempinho, mudamos de lugar, do outro lado da praia, ligeiramente mais "natural", mais a cara da Croácia, com rochas e verde. Muitas crianças, algum nudismo, solaço, água transparente. Toplesses na areia, sungas dispensadas, e comecei meu processo de bronzeamento de longo prazo ;) No fim do dia, voltamos andando por um boulevard elevado, com muitos photo points maravilhosos. Mercadinho, e fizemos o trajeto de volta. No barco, chuva de verão e... Golfinhos!!! Chegando em casa, descansamos e nos preparamos para deixar a Croácia. Jantamos no Alviz, tradicional e amigável, recomendado. Comida excelente, staff super gentil e atmosfera light. Sorvete pra acabar. Dei uma última volta noturna e dormimos.

01 setembro 2014

2014 Croácia e Grécia - Split

02/09

Chegamos supercedo e tomamos café no porto/rodo/ferroviária. Guardamos as malas num guardadror (tem muuuitos) e fomos passear. Estava um dia mais claro embora nublado. Foi bacana ver as ruas dentro das ruínas do palácio de Dioclesiano logo pela manhã - lembrei de Petra vazia quando é cedo... Tomamos café no mercadinho, uvas... Depois ficamos sentados à beira d'água, na Riva, uma esplanada bem bonita. Tinha internet e sol! Quando deu a hora, fomos buscar as malas, e subimos, literalmente, para o apartamento. Não estava pronto ainda (mas já sabíamos de antemão). Mas a dona, Leia, foi muito solícita e nos explicou tudo. Trocamos de roupa, e fomos à prainha Bacvice, perto de casa. Cochilei lá, claro, mas estava muito nublado e mais tarde começou a chover. Voltamos, nos arrumamos e saímos para passear pela cidade iluminada, e cheia. Jantamos no delicioso Figa. Depois fomos pra casa. Saí só para o bar Guetto, cheio, drinks a bons preços...

03/09

Tomamos café e fizemia um passeio de barco de dia todo. Primeiro, fomos às Blue Lagoons. Pulei na água, que era bem clara, mas estava bem nublado. Apesar de muito fria, foi bacana. Depois, navegamos até a ilha de Solta, apelidada por nós de ilha de Caras. Almoçanos no barco (Simone devorou o peixe!) e passeamos pela marina. Na beiradinha, uma miniminiminipraia. Ficamos ali e para nossa felicidade, o sol apareceu. Foi bem bom, aproveitamos. Depois de voltarmos, visitamos os porões ruínas do palácio. Banhamos e fomos jantar no Uje Bar, pretensioso. Apesar do ambiente bonito mas meio enjoado, pedimos toneladas de comida, inadvertidamente, e estava ótima. Na volta, passamos em frente a uma galeria-bar, e a música estava ótima, super lounge. Aliás, diferente do resto da Croácia, que está parada nos anos 80 e coneço dos 90, além dos "sertanejos" em croata. Tomamos uns drinks, fizemos umas comprinhas de souvenirs e fomos para casa.
Ocorreu um erro neste gadget