27 junho 2016

Londres

27/06 - segunda-feira

Levantamos não muito cedo. A estação é perto e o trem só 09h. Lugares separados, coloquei minha mala bem acima da minha cabeça =(

Chegamos na estação, tranquilos. Pegamos o metrô para encontrarmos com a Ingrid no hotel que ela tinha reservado por uma noite, em Bethnal Green. Deixamos nossas malas, tomamos um rápido café e metrô de volta até o Museu de História Natural. De lá, fomos para o vizinho Victoria&Albert, meu 2o predileto no mundo! Continua lindo. Almoçamos tardiamente no café, e continuamos uma caminhada passando pelo Borough Market. Caminhamos bastante, até os parques Hide e Kensington. Bem tranquilo. Voltamos para casa e à noite, jantamos no Kinkao Thai, tailandês delícia! 

28/06 terça-feira 

Acordei e fui comprar pão, tomamos café e saímos a pé até a Torre de Londres. Acompanhei a visita das meninas, repetindo os museus de armas, joias e as muralhas. De lá, atravessamos a Tower Bridge e caminhamos pelo bairro. Paramos num supermercado para comprar um almoço, que comemos na rua. Estava bem gostoso. Continuamos até a Tate Modern, que eu amo, e visitamos tudo, até o topo. Apesar da chuvinha, passamos pela Millennium Bridge e voltamos para casa. Mais tarde, fomos encontrar com a Chan, uma amiga que conheci na Tailândia e que agora mora em Londres. Jantamos num rest de carnes, nada demais, e tomamos um drink. Conversamos até, foi ótimo. A noite estava bem fria, no "verão" londrino. 

29/06 quarta-feira 

Café tomado, pegamos o metrô, depois que a Si recebeu uma mensagem da polícia avisando que a a mala havia sido localizada! Mas, como estava em Edimburgo (!), tínhamos que arranjar seu retorno. Na estação, com muito custo, conseguimos falar por telefone na Escócia, e as informações iam ser enviadas por email. Na saída, fomos à National Gallery. Fomos então em frente ao parlamento e ao Big Ben, tempo de chuva. Vistamos a Abadia de Westminster. Depois, Si decidiu ir ao consulado pedir ajuda na recuperação da mala. Eu e Ingrid comemos no Pizza Express, e fomos caminhando, via Soho, até o British Museum. No caminho, paramos para ela comprar entrada para um musical. Tivemos pouco tempo no British (eu penso que os museus fecham muito cedo em dias longos de verão), mas foi bom visitar. Depois, passamos numas lojas na Oxford. Em casa, logo chega Si, já articulada quanto à mala. Jantamos no rest indiano vizinho, gostoso. 

30/06 quinta-feira 

Acordei e tomei café só. Si decidiu remarcar a passagem, com a expectativa de conseguir levar sua mala reencontrada. Assim, fui só até Victoria, onde peguei o trem para Gatwick. Lá, complementei meu café na padaria do Jamie (not impressed). O vôo atrasou uma hora mas tudo certo.

_________

11/07 - Segunda-feira

Trem e metrô até o novo apto. Conforme instruções, peguei a chave com a doba do mercado (que nem sabia direito o que estava fazendo!) e depois de instalados nos separamos. Si foi buscar a fatídica mala no consulado. Eu, após uma paradinha no Toni's para um lanche (português :) retornei ao metrô para ir ao Museu de Londres. Interessante, mais do que eu imaginava. Depois, fui à pé até a Oxford, para olhar as lojas. Encontrei com a Si lá, e caminhamos bastante até decidirmos comemos um sanduba do Byron. Depois, ir embora descansar. 

12/07 terça-feira 

Últimos momentos de Europa. Fomos tomar um café rápido no supermercado vizinho. Tomamos o metrô até Camden Town. Andamos pelo mercado até, fomos ilhados momentaneamente pela chuva. Comemos por ali. Voltamos para casa, me arrumei e nos despedimos à porta da estação, de onde tomei o metrô para Heathrow, com bastante antecedência. Foi um pouco longa e solitária a espera mas consegui Internet e fiquei falando com mamãe pelo WhatsApp. Sem atrasos, embarquei para Paris, Rio e, finalmente, Brasília.

24 junho 2016

York

24/06 - Sexta-feira
Quase perdi o vôo em SP, mas consegui embarcar e tomar meu assento horroroso já que a KLM não me deu chance de fazer o check-in online. O desembarque em Londres, no aeroporto City, foi rápido e mais civilizado que os demais. Tomei o metrô até King's Cross e descobri que não valia a pena antecipar o trem para York por 90 libras. Guardei a bagagem por £6 e fui dar uma volta até o British Museum. Era semana dos refugiados, e alguns eventos ocorriam. Mais tarde, lanchei ali, fotografei a plataforma 9 3/4 harrypotteriana e segui no trem.
Na chegada, cidade calmíssima, trajeto medievalesco. Entrada na casa tranquila, banho e cama.

25/06 - sábado
Levantei não tão cedo, passei pelo supermercado para frutas e na padaria. Rodei pela cidade, um sol bonito mas ameno. Passeei um pouco até dar a hora de fazer um tour a pé, gratuito. Grupo pequeno, guia ótimo. York realmente tem uma história política comolexa. Passamos pelos principais pontos turísticos, muralhas, castelos, Minster etc. Depois, comi algo e fui pra casa. Cochilei um pouco e fui esperar Simone na estação.
Logo nos encontramos mas uma coisa chata, a mala foi roubada. Tivemos que fazer uma ocorrência. Si ficou muito chateada, com razão. Quem imaginaria?
Fomos pra casa, algumas providências, depois saímos para jantar no Byron (de "by Ronaldo" ;) e dar uma volta para desanuviar. Não é fácil mesmo...

26/06 -  domingo
Passado o choque, questionamos uma vez mais na estação de trem. Nada. Café da manhã no Cafe Concerto. Subimos a muralha, caminhamos pelo centro, entramos no castelo, subimos na torre, fizemos umas compras de reposição e passamos em casa pra deixar as bolsas. Mais muralhas e finalmente o Minster, a big catedral, com um museu subterrâneo muito legal. Na volta, umas outras lojinhas rápidas e almoço no Bill's. Voltamos pra casa, já um pouco chuvoso e dormimos. Mais tarde dei uma volta, fui ao supermercado. Já era 21h mas o dia ainda claro embora nublado e fresco.

Ocorreu um erro neste gadget